Simone Leitão

Piano e direção artística.


A dinâmica pianista brasileira é fundadora da agência Brasil Classical, idealizadora do projeto Academia Jovem Concertante e da Semana Internacional de Música de Câmara do Rio de Janeiro, a Rio Music Week. Paralelamente tem uma carreira ativa como recitalista, camerista e solista de orquestras nas Américas, Europa e Ásia. A artista, mineira de Caratinga,  é uma das pianistas brasileiras mais atuantes do atual cenário nacional. Reconhecida por seu intenso temperamento, capacidade técnica e direção rítmica, vem ganhando notoriedade por divulgar a música de concerto brasileira. Além disso, se tornou uma referência no panorama musical por idealizar empreendimentos culturais que fortalecem e criam novos públicos para a música erudita no Brasil. Simone se dedica especialmente ao repertório de Bach, Prokofiev, Rachmaninoff, compositores das Américas e a obras contemporâneas brasileiras escritas especialmente para ela. Mantém uma agenda internacional frequente e se apresenta nas principais salas anualmente, entre elas o Carnegie Hall, a Sala Cecília Meireles e a Sala São Paulo. Já trabalhou como solista ao lado das orquestras Miami Symphony, Amazonas Filarmônica, Neojibá, Sinfônica Heliópolis, Filarmônica do Espírito Santo e Sinfônica de Barra Mansa, em que esteve sob a batuta dos maestros Eduardo Marturet, Ricardo Castro, Apo Hsu, Daniel Guedes, Guilherme Bernstein, Helder Trefzger e Luiz Fernando Malheiro. Em 2010, a pianista fez uma bem-sucedida turnê pela China que a levou a seis cidades, tendo ministrado máster classes para os alunos do Conservatório de Pequim e da Universidade de Qindao. Lançou seu primeiro CD, com obras de Ginastera, Beethoven e Andre Mehmari, distribuído pelo selo americano MSR Classics, marcado por extensa turnê pelo Brasil e Estados Unidos. Em 2013 realizou turnê nacional com a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, regida pela taiwanesa Apo Hsu e pelo brasileiro Guilherme Bernstein, que se tornou a base do documentário Pare Olhe e Escute, dirigido por Katia Lund e supervisão de Laís Bodanski. Em 2016 prepara seu novo álbum dedicado a obras de Bach, que está gravando na Noruega. Simone Leitão obteve seu Doutorado em Piano Performance e História da Música pela Universidade de Miami, Mestrado pela Academia de Música da Noruega e o  Bacharelado em Música pela Uni-Rio. Especializou-se nas obras para piano e orquestra de Villa-Lobos. Em Miami foi aluna de Ivan Davis, famoso discípulo de Horowitz, na Noruega estudou com Geir Beaaten, e no Brasil trabalhou com Linda Bustani e Homero Magalhães.

 

< Voltar